quarta-feira, 3 de abril de 2013

ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS EM PEQUENAS EMPRESAS

 INTRODUÇÃO
A administração de recursos humanos abrange o conjunto de técnicas e instrumentos
que permitem às organizações atrair, manter e desenvolver os talentos humanos.
Em face do contexto ora vivenciado pelas organizações, caracterizado por mudanças
constantes de natureza econômica, social e tecnológica, torna-se fundamental, em
qualquer empresa, uma administração voltada para a gestão de recursos humanos,
visto que a continuidade de sua existência será determinada pela qualidade agregada
aos seus produtos ou serviços, tendo como base "pessoas" motivadas e com alto nível
de qualidade pessoal e profissional.
Fica claro portanto nesse cenário que o diferencial hoje é o talento humano.
Elevados índices de rotatividade, de absenteísmo e de acidentes de trabalho,
problemas com qualidade dos produtos, retrabalho, desperdício de materiais, baixos
salários, condições de trabalho inadequadas e relações de trabalho insatisfatórias são
fatores que estão diretamente relacionados à administração de recursos humanos, que,
na maioria das empresas, é limitada ao cumprimento, apenas, dos aspectos legais da
relação governo x empresa x empregado.
Para superar essas dificuldades as empresas modernas estão investindo em
treinamentos que levem as pessoas ao autoconhecimento e autodesenvolvimento,
buscando uma maior capacidade de trabalho em equipes multidiciplinares, bem como
estão adaptando os móveis e as condições dos postos de trabalho visando o conforto e
bem-estar de seus colaboradores.
É necessário administrar recursos humanos de forma ampla. Para isso precisamos
conhecer alguns conceitos:
ORGANIZAÇÃO
As organizações são formadas por indivíduos que buscam alcançar objetivos, que em
ação individual isolada não conseguiriam alcançar. A cooperação entre esses
indivíduos é essencial para a existência da organização.
DESCRIÇÃO DOS CARGOS
Descrever um cargo consiste em enumerar todas as tarefas e responsabilidades
atribuídas ao seu ocupante.
Vale ressaltar, que quando vamos descrever um cargo, não podemos levar em
consideração a pessoa que ocupa atualmente, e sim o que esse cargo deve realizar,
quais são as suas atribuições.ADMINISTRAÇÃO DE SALÁRIOS
É o conjunto de normas e procedimentos que visam estabelecer e/ou manter estruturas
de salários equitativas e justas na organização.
Em uma organização, cada cargo tem o seu valor individual.
Outro fator importante, é que seja baseado em um sistema lógico de comparações
internas e externas dos cargos e de seus respectivos salários.
RECRUTAMENTO
É o conjunto de técnicas e procedimentos que visa atrair candidatos potencialmente
qualificados e capazes de ocupar cargos na organização. Esse processo de busca dos
candidatos pode ser realizado dentro ou fora da empresa.
Etapas do recrutamento:
a) Planejamento – analisar e programar o quadro de pessoal, considerando a
quantidade de vagas, níveis de responsabilidade e de atuação, faixas salariais, etc.
b) Execução - as empresas podem ter um profissional responsável ou terceirizar essa
atividade. A decisão deve levar em conta o custo, a agilidade e a qualidade do
recrutamento.
c) Fontes de recrutamento – são os locais onde buscamos os candidatos para
preenchimento das vagas nas empresas. Podem ser internos ou externos.
SELEÇÃO
É o processo que visa escolher, entre os candidatos recrutados, os mais qualificados
ou que se identificam mais com as características da vaga (escolher os mais aptos),
visando manter ou aumentar a eficiência e o desempenho do pessoal, bem como a
eficácia da organização.
A seleção constitui a escolha da pessoa certa para o lugar certo.
a) Entrevistas de seleção
É o momento que vamos coletar informações complementares e conhecer o estilo de
cada candidato, observando conhecimentos, habilidades e atitudes que interferem em
seu comportamento e conduta, procurando identificar características profissionais,
sociais, intelectuais e pessoais.
Devemos nos preocupar sempre em fazer perguntas que tenham algum objetivo. Para
uma entrevista bem-sucedida, antes de perguntar ao candidato, devemos nos
perguntar: porque preciso dessa informação?
b)Testes de seleção
Tem como objetivo medir aspectos intelectuais, de personalidade ou técnicos relativos
à cada profissão ou cargo.
Devem ser preparados considerando o cargo e as características dos mesmos, assim
como os aspectos pessoais envolvidos em cada função.Existem dois tipos de testes:
conhecimento – verificam o real conhecimento dos candidatos, mas devem ser
preparados de acordo com a realidade de cada empresa e de cada função. Podem ser:
testes gerais (cultura geral e línguas) ou específicos (de cultura profissional e de
conhecimentos técnicos);
psicológicos – é um complemento para o processo de seleção, que possibilita visualizar
ou constatar características de comportamento pessoal, social ou cognitivas dos
candidatos. Os testes psicológicos só podem ser aplicados por psicólogos.
c) Técnicas de simulação ou dinâmicas de grupo
São atividades em grupo, conduzidas por profissionais qualificados, que visam simular
situações ou casos específicos, onde os participantes vivenciam e participam com suas
opiniões e sua visão pessoal sobre as mesmas.
Podem ser adaptados em forma de jogos que permitem observar e avaliar as posturas
e as maneiras de reagir de cada participante à determinada tarefa, fazendo a ligação
com os aspectos profissionais. A capacidade de trabalhar em equipes tem sido muito
valorizada no momento atual.
CONTRATAÇÃO/REGISTRO
Após todas essas análises, a empresa terá o candidato apto para assumir o cargo.
Procede-se então a sua contratação.
Para tanto, o empresário deverá obedecer a uma série de procedimentos para
admissão previstos na legislação vigente.
INTEGRAÇÃO DO NOVO EMPREGADO
Feita a contratação e antes de se dedicar ao trabalho, o funcionário deverá passar por
um processo de integração à empresa, como objetivo de facilitar a sua adaptação.
Neste processo, o empregado vem a ter uma visão global da empresa, de sua história,
de seus objetivos, de sua sistemática de trabalho, etc.
Deverão também ser informados os direitos e deveres do funcionário na empresa,
datas de pagamentos, adiantamentos, entre outros.
Concluída a exposição, o novo funcionário é encaminhado para o local onde irá
trabalhar, sendo este apresentado aos demais colegas de trabalho.
TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO
Nem sempre as pessoas sabem exatamente o que fazer no seu trabalho. As empresas
precisam ensinar seus empregados a executar as suas tarefas da maneira como elas
desejam e como a consideram correta.
As pessoas motivadas apresentam uma enorme aptidão para o desenvolvimento, que é
o potencial para aprender novas habilidades, obter novos conhecimentos, modificar
atitudes/comportamentos e liberar sua criatividade.AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO
São técnicas utilizadas com a finalidade de obter informações sobre o comportamento
profissional do funcionário, face ao posto de trabalho que ocupa na empresa. Em
resumo, é um conceito dinâmico, pois os empregados estão sendo continuamente
avaliados, seja formal ou informalmente, nas organizações.
Fontes:
1. VROOM, Victor H. Gestão de pessoas, não de pessoal. Campus. Rio de Janeiro,
1997.
2. Faquim, Lucilene. Eficácia na gestão de RH. Gestão & RH Editora. Disponível na
Internet:www.gestaoerh.com.br/ Acesso em: 12 de junho de 2000.
3. CHIAVENATO, Idalberto. Recursos humanos. Ed. Atlas. São Paulo, 1997.
4. CHIAVENATO, Idalberto. Recursos humanos na Empresa. Ed. Atlas. São Paulo,
1996.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário